RSS

Meu maior temor

Meu maior temor é estar sozinho. Gosto de ficar isolado, ter um tempo pra mim, mas isso não tem nada a ver com estar sozinho. Estar sozinho é sentir que há uma barreira em sua volta enquanto você anda junto da multidão. É estar rodeado de pessoas e não ter nenhum amigo. No meu caso, acredito que eu ainda tenha amigos. Poucos, mas amigos. Ainda penso que virou uma necessidade ter múltiplos grupos de amizade para eu ficar realmente feliz. Uma hora saía com uns, outra com outros, e ficava por isso. Hoje eu sei que mais da metade não me convidaria para uma reunião. Não acho que as pessoas têm que ser meus amigos, não obrigo ninguém a isso. Mas poderia só não ter aquela falsa esperança. Conhece, vira amigo, vira super-amigo e depois corta, como se você tivesse feito algo ou fosse má influência. As pessoas podem ficar indiferentes quanto a isso. Eu, pelo contrário, tento não demonstrar o quão arrasado eu estou. Nas ruas, em frente a conhecidos, na frente da família, eu sou/pareço normal. Em meu momento de paz já não tenho mais aquela mente criativa, aquela mente solta, aberta, cheia de energia e disposta a surpreender quem me cerca. Na maioria das vezes eu me acho louco. Tipo agora. Meu texto pode não fazer o menor sentido, não ter um porque ser escrito. Já pensei em fazer besteira, sair da caixa, enlouquecer… se suicidar(?). Não, acho essa última um tanto quanto idiotice. Mas que bate um sentimento de mudar de vida, bate. Queria que tudo fosse diferente, que tudo se encaixasse. Ultimamente estou com milhões de quebra-cabeças e todos estão incompletos. Sinto falta das verdadeiras amizades no passado, época mais divertida para se ter uma amigo. Época onde ‘melhor amigo’ fazia sentido e realmente existia. Hoje, sabe lá onde esse termo foi parar. Meu maior temor é se esforçar pra conseguir algo e ver uma parede me barrando. É acreditar que você possui amigos e não ter. É tentar ver o mundo com outros olhos e querer, ao mesmo tempo, se cegar. É como correr até o mar e morrer na praia…

Mas o importante é..
“Ninguém está sozinho enquanto tem a si próprio.”

 
Leave a comment

Posted by on March 29, 2014 in Poetry Of The Day

 

Dois mil e quatorze

Ano novo, ano de copa, vida nova. Há! Até parece. O ano só muda quando mudamos nós mesmos. Todos se vestem de branco, amarelo, azul, verde… um carnaval de cores, para que isso mude suas vidas em apenas, sei lá, horas? Não existe mais aquele pensamento de ‘tenho que mudar’, ‘a mudança está nas minhas mãos, nos meus atos’. Aliás… será que algum dia isso existiu? Olha, desde que a mídia fez do fim de ano esse festerê, foi uma alegria pra ela e, é claro, para os comerciantes. Mas não, não vim aqui falar de preços ou de alienação. Vim falar das pessoas que acreditam em cores e não nelas mesmas. Claro, não tenho nada contra crenças. Cada um acredita no que quer.. pelo menos acho que funcionava assim. Enfim. O que será que aconteceu para dependermos de roupas? Onde foi que erramos? Será que tudo começou com boatos? Uma sociedade secreta? Jogo da mídia e dos comerciantes? É, para mim tudo isso ainda parece sem origem ou final certo. Porém onde vamos parar desse jeito? Que mundo será esse onde pular onda, comer lentilha e uvas, trará sorte, amor e dinheiro no bolso? Saúde pra dar e vender? Pedir pro Brasil ganhar a Copa? Não, acho que não. Tudo depende de você. Sim, VOCÊ, que está lendo este post nesse momento. Quer que seus desejos se realizem? Lute por eles. Trabalhe, pratique esportes, conviva mais com a família.. são tantas coisas bestas, mas que podem fazer 2014 um ano diferente para você e para as pessoas à sua volta.

Se você gostou desse post, coloque um par de meias azuis para que ele tenha muitas visualizações.

 
 

O retorno?

Então… estou pensando em voltar a escrever esse ano.

Muitas coisa mudou. Vamos ver se consigo tempo para isso.
Acredito estar um pouco enferrujado, mas com o tempo vou voltar a ser o que eu era ^^
Agora em seguida já vou postar o primeiro de 2014, que levará o como título, o próprio ano.
=)

Att,
Guilherme

 
Leave a comment

Posted by on January 3, 2014 in Avisos

 
Image

Look at you…

quote

 
Leave a comment

Posted by on April 8, 2013 in Histórias/Reflexão, Imagens

 

The Raconteurs “Broken Boy Soldier”

“I’m pulling down questions from my shelf
I’m asking forgiveness
I ain’t asking nobody but myself
and I want you to know this
and I want you to know this

You rightfully threw a box of toys
that were handed down to me
just take out the ones you brought and then
give the rest to my family

I’m gonna go back to school today
but I’m dropping myself off
I’m throwing the childhood seat away
I’m through ripping myself off
I’m done ripping myself off

I’m child and man and child again
the toy broken boy soldier
I’m child and man then child again
the boy never gets older
the boy never gets older
the boy never gets older
the boy never gets older
the boy never gets older
never gets older
the boy broken toy soldier
the boy…
the boy!”

 
Leave a comment

Posted by on March 14, 2013 in Videos

 
Image

Motivation!

6801240_460s

 
Leave a comment

Posted by on March 14, 2013 in Imagens

 
Image

Freedom

Freedom

 
Leave a comment

Posted by on March 9, 2013 in Poetry Of The Day